Loading...

CLIQUE AQUI E SIGA ESSE BLOG

Em frente...

Em frente...
Eu sou Netto Rodriguez, sou músico, acadêmico de Jornalismo, Cristão Católico. E sou feliz!!!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Música descartável!!



Seguinte galera!! eu estava me segurando para não escrever sobre isso, mas confesso que não aguentei pois a cada dia surgem mutações musicais absurdas que me deixam incomodado.
Nos últimos anos venho me perguntando por quais motivos a música tanto regride? em especial a música brasileira. Nossa música é mundialmente conhecida pela criatividade, competência, originalidade e principalmente QUALIDADE, esta que raramente hoje se encontra.
Voltando ao assunto das "mutações"... eu estou usando esse termo pelo fato das constantes mudanças e adaptações no meio musical, mudanças forçadas e meramente comerciais, modismo e repetição desnecessária e sem identidade.
Como disse antes nosso Brasil é conhecido pela sua música, mais é música mesmo, lá fora no exterior se consume música brasileira de qualidade, hábito que os próprios brasileiros não tem, isso acontece porque aqui é oferecido porcaria, sim é realmente esse o produto oferecido ao povo.
Ouvir e gostar de boa música é questão de contato e afinidade, é o mesmo que aprender a falar corretamente. Se você convive e cresce em meio a pessoas que falam errado consequentemente você carregará esses hábitos pra toda vida, da mesma forma é a música. É necessário conhecer, se não te foi apresentado algo bom, por si só você não conhecerá as coisas boas e nesse embalo do desconhecimento os desavisados vão pela maioria, pela massa.
A massa que contribui para essas "mutações" pois por necessidade hoje vários artistas adaptam-se ao gosto popular. Por exemplo o SERTANEJO, digo sertanejo gênero musical, tal gênero que é o mais claro exemplo desse processo. Quando falo desse gênero com uma pessoa com mais de 40 anos automaticamente ela remete a tempos de música raiz, música nascida no interior. Porém se falar do mesmo estilo para um jovem entre 15 e 20 anos com absoluta certeza ele liga o estilo ao atual momento, ou seja o tal " SERTANEJO UNIVERSITÁRIO" que nada mais é que um POP, ou melhor o que diferencia o Sertanejo Universitário do Pop Rock é somente porque é cantado em dupla, um faz primeira voz e outro a famosa segunda voz, no mais é tudo igual, usa-se guitarras com distorções e ritmos que em nada lembram o verdadeiro sertanejo.
Citei o sertanejo pois é o que mais se aproxima do meu pensamento sobre assunto e quero deixar claro que não tenho nada contra os artistas desse segmento, apenas não concordo com a denominação usada e com a necessidade que se tem de mudar para vender. Nesse barco se vai muitos estilos e todos eles genuinamente brasileiros, por isso digo que é triste e sem identidade.
Ninguém vira artista da noite pro dia, se nasce artista, essa é a diferença. Portanto é totalmente condenatório o uso desse dom indevidamente, é como um crime fazer o que hoje se faz com nossa música, a cada dia se mata um pouco de sua beleza.
Por favor não vão pela massa, tenham gosto próprio, se definam. Excluam dos seus repertórios o que é descartável.
Me chamam de chato ou de sabe tudo mais penso que mesmo se não fosse músico eu teria essa mesma concepção, e bom senso para diferenciar o bom do usual.

Abraço a todos!!!!
Netto Rodriguez


3 comentários:

  1. A respeito do ''Sertanejo'' com o ''Sertanejo Universitário'', isso é totalmente verdade.
    Hoje naum conservaram absolutamente nda do ''Sertanejo''.Nunca tinha chegado a pensar nesse ponto não!
    Tá de parabéns

    ResponderExcluir
  2. olá!!!

    bom ponto de vista. Mas no brasil se produz musica boa sim. Ela somente nao esta no segmento popular. as pessoas tem que parar de receber tudona boca. sentar na frente da televisao no domingo e ver o mesmo artista nos 3 canais mais c mais audincia do brasil. O povo brasileiro nao quer saber de mudança, só se muda se essa mudança partir de cima p baixo. Anos80 rock, anos 90 as musicas da bahia. anos 2000 o funk, essa sera a era do sertanejo universitario? so em 2020 p saber. Mas p mim essa epoca nao tem nada a ver c sertanejo. Com asmusicas gratis da internet podemos ter acesso a tudo. o brasileiro tem preguiça d pensar e buscar coisas novas. quer um direcionamento? to ouvindo: Air (banda francesa), tulipa ruiz (som meio retrô)otimo por sia]nal, cachorro grande (redescoberta do rock nacional), moptop (simplesmente pq gosto),nina simone (meu deus, traz esse ser dos ceus denovo),portshead (muitooo bom, ouve glory boxp vc ver) e é claro... o rei roberto carlos. agente percebe q o comercialismo esta la tb, nosanos 60-70... mas so garimpar q tem muitaaa coisa boa!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a iniciativa do blog. Vc escreve muito bem e articula bem as idéias.
    Quanto ao tema exposto, concordo com vc. O que vemos hj é uma briga entre produtores arraigados pela indústria e assim sedentos por dinheiro.Eles peneiram composições que traduzem bem o que se passa na cabeça da juventude brasileira atualmente: alienação. A música traduz, além de estado de espírito, sentimentos e ideologias. Compare o Rock nacional anos 80 e 90 com o de hj. As letras, melodias e composições. As pessoas estão deixando de lado a complexidade e se tornando simplistas demais com a cultura em geral.

    ResponderExcluir

Postagens populares